Os olhos maiores que o rosto

A colher maior que a boca

O sabor amargo do desgosto

A minha voz, a tua voz, rouca

 

O rosto doce que gosto

Engolido pelo ódio

Agridoce, tóxico,

Em uma grande colherada

 

Uma colher que farta

Mas não sacia

Uma colher de realidade

 

(2014)

 

Advertisements